terça-feira, 16 de novembro de 2010

Teatro e ecologia se juntam por um mundo melhor

Thayná Faria
                                                                                          Divulgação
   Adilson Siqueira, diretor geral do projeto

Quando pensamos em sustentabilidade vêm à cabeça mil e uma coisas, mas a arte seria uma delas? Para muitos talvez não, entretanto, para o grupo Movére a arte não só encontra-se nessa lista como também é o item principal dela.
Adilson Siqueira, que atua como coordenador geral e também cria as performances junto com os alunos que participam do grupo, nos disse que o Movére é inspirado em uma ação ecopoética que visa promover uma mudança cultural e social gerada a partir da emoção provocada pelas performances.
Após a volta de um período em que passou fora do país, o professor-doutor veio para a região que se encontrava (e atualmente a situação não é diferente) com grandes problemas relacionados à degradação do meio ambiente. Segundo Adilson, “a arte tinha que fazer alguma coisa a respeito dessa questão da sustentabilidade principalmente aqui na cidade”. Foi a partir dessa constatação e outros questionamentos que surgiu o Movére.


Por acreditar que as artes (em especial, as artes cênicas) podem contribuir incomensuravelmente para o desenvolvimento de uma economia sustentável, o grupo resolveu investir nessa parceria entre o teatro e a conservação do meio ambiente. Através de performances artísticas, o grupo chama a atenção para essa questão, que se faz cada vez mais presente, além de promover uma reflexão social e incentivar a pesquisa prática e teórica acerca do assunto.

O grupo formado por alunos e professores, atualmente conta com 22 integrantes que, em sua maioria, fazem parte do curso de Teatro da UFSJ. Segundo Ana Paula Gomes da Rocha, aluna de teatro e integrante do grupo, o projeto contribui diretamente para a formação de uma nova percepção do papel do ator nas artes cênicas e na sociedade de uma forma geral. Tal fato ocorre a partir de reflexões geradas acerca de atos que afetam direta ou indiretamente o meio ambiente e da necessidade de buscar soluções para estes problemas.

Sua função no grupo é a de dramaturgista e atriz-performer. Sobre essa questão de funções no grupo, Adilson ressalta que cada um tem a sua e que as responsabilidades são bem definidas, porém os componentes do Movére têm liberdade para dar sua contribuição em outras áreas, desde a montagem de performances até a pesquisa científica.

Quanto às apresentações, o Movére já realizou duas, a primeira foi a performance da lixeira que tem como objetivo incentivar o debate acerca da situação do lixo na cidade. Adilson revelou que a inspiração para esta surgiu a partir da constatação de que o lixo na cidade é totalmente negligenciado, e que apesar de uma suposta coleta seletiva que ocorre dentro da universidade, após a coleta os resíduos são novamente misturados e tem o mesmo fim de todo o lixo que não passa pelo mesmo “tratamento”.

Segundo o professor, o propósito maior desta performance é tentar despertar a consciência social sobre o assunto, e conseqüentemente uma ação coletiva, visto que a maior preocupação da população com relação ao lixo é “vê-lo sumir” e não o fim que ele leva. Adilson revelou que ao final desta apresentação o grupo dá a volta por trás do público e despeja o lixo ali mesmo, sem que as pessoas vejam, e realmente é o que acontece: o resíduo “some de vista”, indo parar em outro lugar que ainda não é o ideal.

Outro trabalho do grupo foi a apresentação realizada no centro de São João Del Rei, intitulada “Vamos lavar o rio”. Nesta o grupo se reuniu às margens do córrego do lenheiro simulando uma lavagem de roupas que logo se transformou em uma lavagem do rio. Vestidos com máscaras de gás e capas amarelas os atores pararam o transito e conseguiram a atenção de todos que estavam por perto.

O grupo realiza suas apresentações com materiais trazidos por eles próprios ou alguém que possa e queira colaborar. Se reúne semanalmente no CTAN (Campus Tancredo de Almeida Neves), e no momento está trabalhando em mais apresentações e em um filme.

Um comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...