quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Muito além da “Esquina do Kibon”...

Adriano Moura

Claudionor: o responsável pelo nome da 'Esquina do Kibon'
Foto: Adriano Moura
Localizada na parte central de São João del-Rei, a “Esquina do Kibon” é onde se encontra um dos maiores pontos comerciais da cidade, que além de funcionar durante todo o dia, também possui uma vida noturna ativa, sendo um grande foco para festas e comemorações. Conhecida sob este título desde a década de 50, a região abriga uma das personalidades são-joanenses mais conhecidas: o responsável pelo nome que se tornou um referencial, Claudionor Ferreira de Moura. Mas não é na esquina ou no calçadão que a história começa, e sim na porta do famoso bar, o Kibon.



O Kibon surgiu em São João del- Rei no dia 12 de outubro de 1957 e foi o primeiro estabelecimento da região a vender sorvetes e picolés. O sucesso e a popularidade foram tão grandes que o local passou a ser conhecido pelo nome da marca, Kibon. Segundo seu proprietário, na época não havia bares ou lanchonetes na área, o que o fez pioneiro: “O Kibon foi o primeiro bar da região e rapidamente se tornou um referencial”, conta Claudionor.

Claudionor relata que era muito difícil buscar os sorvetes, já que não existiam revendedores na região e, por isso, havia a necessidade de ir até Belo Horizonte para comprá-los. “Era muito difícil, a estrada era de terra e não havia infra-estrutura”, afirma. O tempo total da viagem era de 16 horas, e o percurso era feito de carro – o proprietário fretava um táxi e ia pessoalmente buscar os sorvetes. 

Com o tempo, o Kibon se entrelaçou no dia-a-dia da população, tornando-se um ponto de encontro tradicional. Muito além dos picolés e sorvetes, a simpatia de Claudionor se destacou como o principal atrativo do local, que atualmente parou de vender os produtos iniciais e diversificou as vendas. Para muitos, existe uma espécie de tradição em torno do Kibon, já que por lá passam diversas personalidades e ícones populares.  
Alguns membros da antiga turma do Kibon
Foto: Adriano Moura

Carlos Alberto de Amaral, um dos maiores clientes do Kibon, acredita que o estabelecimento representa um marco na cultura são-joanense. Ele conta que frequenta o local desde que era pequeno e que o Kibon fazia parte do imaginário das crianças. “O meu sonho quando criança era passar em frente ao Kibon e tomar o sorvete que todos queriam”, afirma. Desde então, ele vai ao Kibon todos os dias, declarando que, quando não passa por lá, parece faltar algo em seu dia. “Venho para aprender com o Claudionor, pois cada dia que você conversa com ele você aprende algo novo”, diz emocionado.

O Kibon não se tornou conhecido apenas em São João Del Rei, mas em todo o território nacional e até mesmo internacional. “Já vieram pessoas de diversas partes do Brasil e do mundo para registrar a história e o marco do Kibon” revela Claudionor, que diz receber pessoas de todos os altos cargos de Brasília e das mais diversas regiões – “A primeira coisa que fazem quando vem a São João é vir ao Kibon”.

O Kibon é considerado um dos principais pontos culturais e históricos da cidade, frequentado por toda a sociedade são-joanense. Carlos Alberto conta que no passado existia uma turma de jovens famosa por visitar o Kibon. “Era o ponto de encontro da juventude transviada”. Para ele, os tempos antigos deixaram saudades e marcou uma geração, imortalizando o Kibon como parte da cultura popular de São João del-Rei.

Claudionor posa ao lado de seu antigo caixa
Foto: Adriano Moura
Para Claudionor, o Kibon é muito mais que uma história. Ele declara: “É a minha vida, onde meus filhos cresceram e onde eu fiz amizades para o resto da vida”. Todos que passam pela porta param e cumprimentam a Claudionor, conhecido por sua alegria e bom-humor, e considerado uma memória viva de São João del-Rei.

Muito mais que um local para lanches e refeições, o Kibon é um ponto de encontro entre história e cultura popular. Por onde passam distintos personagens e pessoas de todas as classes e idades.  O local que batizou o famoso calçadão, sempre centrado em seu dono, que nunca deixou de ser sua principal atração.




4 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...